27 de junho de 2013

... e continua tudo no mesmo lugar.


Tudo muda, nada permanece.
Se esquece, Silencia.
Tudo mudo, nada dito.
até o criado-mudo muda,
por incomodo, num comodo
onde o silencio incomoda, molda,
vira moda, rotina e na retina reflete
o flerte no instante em que tudo mudou
muda a foto, muda o quadro, o quarto, o vazio,
e até o criado-mudo, muda.
Se esquece. Silencia.
Inicia.

Joice Inácio, 27 de Junho de 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe algumas palavras aqui: